Logo do Centro Cultural Bom Jardim

Psicologia Comunitária

Pessoas em programação do NArTE

– Identificar, encaminhar e monitorar possíveis situações de violações cometidas contra alunos(as) e suas famílias, bem como de frequentadores(as);

– Prestar serviços em formato de plantão psicossocial, seguindo o procedimento de:

a) Quando acionado, no primeiro contato, realizar a acolhida;

b) Após a verificação da violação, encaminhar para a rede socioassistencial;

c) Monitorar como contra referência com a rede a situação de violação, na perspectiva de superá-la.

– Documentar os casos semanalmente ou sempre que for requisitado, para subsidiar o sistema de informação acerca de suas atividades, bem como dar visibilidade para situações que requerem atenção prioritária;

– Ser facilitador de processos comunitários, coordenando a aplicabilidade destes na transversalidade com a educação popular;

– Subsidiar e ser subsidiado pelo Conselho Regional de Psicologia Região 11 (Ceará) e Conselho Federal de Psicologia, através do CREPOP (Centro de Estudos em Políticas Públicas), considerando a importância de ocupar este espaço enquanto articulação do CCBJ, com a finalidade de qualificar a prática do psicólogo em uma abordagem comunitária em um Centro Cultural;

– Deverá realizar atendimento emergencial aos funcionários(as) somente em situações excepcionais, devendo encaminhar demandas desta natureza para a rede de parceiros.

Ações promovidas pelo(a) psicólogo(a):

– Grupos terapêuticos – São grupos temáticos de discussões, com o objetivo de gerar reflexões sobre temas variados por meio de uma rede de apoio e de compartilhamento entre os participantes.

– Mediação de conflitos – Atuar junto as equipes de mediação de conflitos oferecendo uma escuta diferenciada;

– Grupos de apoio a educadores(as) – Intervenções coletivas e individuais junto aos(às) educadores, promovendo espaços de discussão e orientação;

– Orientação profissional/Projeto de vida – Proporcionar diálogos e atividades que possibilitem aos(às) jovens conhecer e refletir de forma crítica acerca do mercado de trabalho e desenvolverem seu projeto devida;

– Arteterapia – Criação estética e a elaboração artística em prol da saúde.